sábado, 14 de novembro de 2009

Sonhos...

(Um breve pensamento)




Um dia desses, voltando para casa, passei a refletir sobre os sonhos. Já tive vontade de realizar várias coisas, mas descobri que quanto mais se deseja algo, mais estamos próximos dele. Tenho realizado muitos dos meus sonhos de um tempo pra cá, e afirmo: não foi sorte. Foi pura persistência!

O difícil são as circunstâncias ao redor dos sonhos. Eu topei correr atrás dos meus, mesmo que chovendo canivetes ao meu redor, mas isso não é fácil. O que mais se vê por aí é gente que não põe nenhuma fé nos sonhos dos outros. Tem também aquelas pessoas que, além de não ajudar, atrapalham e te enchem de cargas negativas. Quem nunca presenciou isso?

O fato é que, quando se trata de sonhos, nós somos diferentes. Ou não.
O que ainda me mantém na luta, além da persistência que nasceu comigo, são as poucas (poucas mesmo!) pessoas que acreditam que um sonho pode sim virar realidade.

Pessoas sem sonhos são tão vazias ao meu ver... O que elas esperam da vida? Pelo que elas vivem? O que elas vão alcançar? Quais vitórias elas vão comemorar? Isso tudo me enche de dó, por mais horrível que esse sentimento possa ser. Pior do que a dó é viver sem sonhar. E quem pensa que sonhos podem ser subtituídos são ainda piores. "Já que você não tem fulano, fique com ciclano. Já está bom demais!". Será que exite substituição para os sonhos? Talvez, se existir também algo dentro do peito de quem não sonha, o que me parece impossível.

E onde chegamos com toda essa ladainha? Eu também não sei.
Mas eu afirmo, mesmo com os canivetes caindo: Não desistam. Nunca! A vitória só tem um sabor incomparável se prescedido de luta. Eu sou a prova de que sonhar é realizar. Espero que eu sirva de exemplo pra quem sonhe, e de ponto de referência pra quem não sonha, mas que pensa em mudar.

É isso, queridos.
Um beijo :*

2 comentários:

Felipe Chadi disse...

Que texto mais bonito Thamyzilda!!
=**

Guiii lherme, disse...

Eu não tenho sonhos... e faz tempo que não tenho.
Mas dá vontade de acreditar, pelo menos, nos dos outros....
Um dia talvez, eu mude :D